Há um novo club que está a dar que falar e este sábado, dia 10 de fevereiro, as suas portas abrem-se para a Keyholders of Midnight, a festa que vai celebrar os 10 mil seguidores no Instagram da Outra Cena. Paralelamente festejam-se os aniversários da artista multi-facetada Réda Ait Chégou e do performer António Ónio.

Texto por Tátá Seixo Garrucho

Há um novo clube a atrair as atenções em Lisboa. A Outra Cena, que desde o passado mês de setembro tem surpreendido as pessoas aficionadas pela música eletrónica e pessoas Queer, provou já ser um espaço seguro para acolher raves hedonistas.

Esta discoteca preserva algum secretismo! À entrada, as pessoas são selecionadas. Já com a porta fechada, metem-se autocolantes nas câmaras fotográficas dos telemóveis – o que acontece lá dentro, fica lá dentro. Estas políticas, já adaptadas por outras festas como a Mina ou a Play, não só colocam essa Club Scene num nível internacional, como ressalvam a privacidade e o bem estar de todes dentro do clube. 

O edifício localiza-se nos antigos Armazéns Vinícolas Abel Pereira da Fonseca, apelidada na época por “Catedral do Vinho”. À sua arquitetura industrial e típica dos primórdios do século XX, a Outra Cena acrescentara-lhe grades que vemos ao longo das escadas, no bar e na frente das cabines de DJ. Ocupa apenas um piso e duas salas, This Side e That Side, entre elas, o espaço de fumadores, a casa de banho (indiferenciada de género) e um futuro darkroom

Num universo mais futurista, no This Side encontramos uma sala com um teto alto e um ambiente escuro, iluminado por uma esfera e lasers de cor azul e vermelha. No That Side, vemos uma sala mais baixa e clara, de paredes brancas, com uma serpente de leds e setas desenhadas a UV na parede, transportando-nos para uma atmosfera mais espacial.

A programação da Outra Cena tem sido bastante diversificada, dentro do espectro da música eletrónica. Convidam regularmente artistas que têm vindo a agitar o panorama nacional. Já por lá passaram nomes como Angel Type B, Cigarra, Chima Isaaro, Ketarina, Luísa, Maria Amor, Sónia Trópicos, Sound Preta, Telma, e ainda membros das crews Bacchanalia Sound System, Filho Único, Kaptcha, Mais Baixo, Maythey, Mina, Ninfekta, Quenga e XXIII beats

Cartaz de fevereiro da Outra Cena em colaboração com @draft001, @pdemones, @thempresents

Tem também contado regularmente com artistas internacionais. Assyouti, do Egito e residente em Berlim, foi implacável nos Breaks, no Jungle e no Drum and Bass. Sha Ru deram um concerto icónico, com Masha a trepar as grades enquanto cantava, o duo que transita entre Berlim e Nova Iorque admite ser fã do público português, tendo atuado no ano passado em Coimbra, no Palco RUC.

Além destes dois exemplos, pela primeira vez em Portugal estiveram Bejenec que trouxe um live set de electro, DJ Lloyd demonstrou as suas boss skills no House, DJ Loui From Jupiter4 que tocou sozinho e ao lado de Seiva, Livwutang também da escola do House, Luxe ligou o turbo e fez as paredes tremer com techno e trance, SPRKLBB fez um set de Techno House incrível em vinil, as DJs e produtoras Tatyana Jane e Ttristana viajaram entre a Ghetto Music, a Bass Music e o Techno. 

Mesmo não sendo permitido fazer registos visuais, o clube atingiu agora os 10 mil seguidores no Instagram e rapidamente colocou a noite lisboeta nas bocas do mundo. Em celebração dos 10 mil seguidores, do aniversário da Door Girl, Réda Ait Chégou, e do performer e DJ António Ónio, no dia 10 de Fevereiro as portas abrem-se para receber a Keyholders of Midnight. 

Cartaz da Keyholders of Midnight feito pela Fayxka

Com o flyer assinado por Fayxka, a Keyholders of Midnight traz três estreias em solo nacional e ainda os ícones locais Banu (Dengo Club), C0linas e Viegas. Para ocupar o That Side e numa onda mais clubby, housish e latina, vem Berenice da festa transfeminista madrilenha CULPA, MX Pinky, da infame festa berlinense Exude, e Cali Rose da nova iorquina New World Disorder.

A Keyholders of Midnight é uma festa organizada por Réda Ait Chégou, que além de ser porteira e Queer consultant do espaço, é fundadora e diretora artística da Draft001, uma revista independente. A Draft001 tem edições regulares, impressas ou não, onde publicam entrevistas e Mixtapes, cruzando várias disciplinas artísticas como a música, a moda e as artes plásticas ou visuais. Este mês o cartaz da Outra Cena foi feito em colaboração com a Draft001 e a ilustração que vemos é feita por Pierre de Monès, co-fundador fashion director da revista.

No próximo sábado Keyholders of Midnight será um evento a não perder. O resto do mês, a Outra Cena irá receber ainda Miss Jay, Ricardo Grussl, Sepehr, os showcases da Arvi+, da Líbida e Receba, entre muites outres. As portas abrem todas as sextas e sábados da meia noite às seis da manhã. Para mais informações, consultar o instagram da Outra Cena.